Contato

Como contar ao Parceiro?

Como contar a seu parceiro(a) que você tem herpes genital?

É difícil, mas você deve contar a seu parceiro que tem herpes genital. E acredite. Se você escolher o momento certo e disser da forma certa, existe uma ótima chance de que as coisas irão terminar bem.

Pense em como você quer que seu parceiro receba a notícia. Você quer que isso pareça um problema monstruoso? Claro que não, então não o apresente dessa forma. Se você disser “Eu tenho péssimas notícias pra você”, seu parceiro vai receber a informação como uma bomba. Ao invés disso, seja casual, direto e sereno.

Evite também tentar sugerir como ele ou ela deva reagir, especialmente na forma negativa. Se você disser “Você vai querer morrer quando ouvir isso”, ou “Não se assuste, mas...”, você estará preparando seu parceiro para entrar em pânico.

Simplesmente diga que tem herpes genital, e pergunte se ele ou ela sabe o que isso significa. Esteja preparado para apresentar os fatos.

Saiba o máximo que puder sobre herpes genital

Antes de contar, aprenda tudo o que puder sobre herpes genital para que você possa estar preparado para responder quaisquer perguntas que seu parceiro possa ter. Especifique que é muito comum. Ouvir a estatística um-em-cinco pode ser um alívio. Explique também o que significa tê-lo. Algumas pessoas têm pequenas bolhas nas regiões genitais ocasionalmente, mas muitas outras têm sintomas tão leves que nem percebem.

Escolha suas palavras com cuidado. Você não quer alimentar a discussão com imagens negativas. Apesar de herpes genital ser uma doença como muitas outras, ela carrega uma imagem muito desagradável, então evite usar essa palavra. Ao invés de usar a palavra herpes, diga situação. Ao invés de falar em bolhas e feridas, diga crises ou manifestações. Cuidado ainda para não usar adjetivos como “horrível”, “nojento” ou “incurável”.

Escolha o momento certo

Assim como a linguagem, a preparação também poderá afetar o resultado. Não interrompa o que seu parceiro está fazendo para dar a notícia. Isto é, não ligue para seu trabalho, ou entre no quarto e diga “Nós precisamos conversar.” Iniciar uma conversa desta forma poderia muito bem ser o anúncio do falecimento de alguém ou de uma briga.

A melhor forma de preparação é de modo relaxado, apenas vocês dois, onde não haverá distrações. Um conversa durante um jantar tranquilo ou um passeio no parque é preferível que durante um jogo de boliche ou no supermercado.

A pior hora para contar, além de depois de fazer sexo ou durante as preliminares, é quando vocês já estão sem roupa. Isto não apenas estragaria o clima, como poderia irritar seu parceiro, iniciando a conversa com o pé esquerdo.

Seria melhor deixar o assunto surgir naturalmente em uma conversa. Assim, reduziria a sensação de jogar uma bomba e pareceria mais como sendo um acaso da sua vida. Por exemplo, você poderia dizer “Preciso te dizer que, ontem fui ao médico com alguns exames de sangue, e ele disse que eu tenho o vírus que causa herpes genital.”

Se você ainda não dormiu com a pessoa, não é falta de educação perguntar se ela tem alguma doença sexualmente transmissível. Você poderia iniciar casualmente a conversa sendo o primeiro a perguntar. É possível que ele ou ela comece lhe dando as mesmas informações sobre herpes genital que você estava preparado para dar.

Também é possível que seu parceiro não receba bem a notícia, não importando como você conte. Neste caso, não fique na defensiva. Permita que ele ou ela tenha algum tempo para pensar, se acalmar, e decidir o que fazer. Poderá não ser o primeiro desafio que vocês já enfrentaram juntos, e se o relacionamento for valioso suficiente para continuar, não será o último.


REFERÊNCIAS:

  • WebMD - http://www.webmd.com/genital-herpes/guide/all-about-genital-herpes-how-tell-your-partner